Em Como Dar

Disseram que ela não podia dar.
Não era pra dar.
Coisa horrível isso de “dar”.
Que coisa passiva, vulgar
esse negócio de “dar”.

Disseram que ela não podia amar.
Não era pra amar.
Coisa mais besta essa de “amar”.
Que coisa mais antiga, familiar
Esse negócio de amar.

Mas ela dava e sorria
Amava e fazia
Quando era só fantasia
Gozo jorrar
Pelos cantos das bocas
Virilhas roucas
Lamber e molhar

Ela era contrária
revolucionária
A biscate vinha provar
Que coisa mais passiva,
Antiga,
Vulgar

Esse negócio de incomodar.

Kiki de Montparnasse, uma biscate que dava e amava. (do fanpix.net)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 ideias sobre “Em Como Dar

  1. Pingback: Sexta-Feira 13, dia oficial da Biscate |

  2. Pingback: Gramática Biscate, Lição I |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *