As bisca pira no Clint

Por Niara de Oliveira

Nos últimos tempos sempre que chega 31 de maio me revolto com o tempo. Clint Eastwood está completando hoje 82 anos e sempre penso que o tempo deveria ter parado para ele, ao menos fisicamente deveria ter parado lá pelos seus 50 anos até como uma reverência. Contudo, é inegável que o mesmo perverso tempo lhe fez muito bem. Não é uma regra que o tempo faça as pessoas evoluírem e evoluir não quer obrigatoriamente dizer que seja bom, mas no caso dele… Clint foi do ator machão dos westerns e policiais ao diretor genial, criativo e muito, muito sensível. Já promovi até uma semana especial para ele noutro blog quando dos seus oitenta anos. Segundo os atores já dirigidos por ele, Clint comanda o set de filmagem sem levantar a voz, é educado, sutil e de uma gentileza ímpar.

Há controvérsias, eu sei. Ele é do partido republicano nos EUA desde 1951, já foi até prefeito de Carmel-by-the-Sea, Califórnia (1986-1988) e diz coisas como “vivemos numa geração meio mariquinha” ao mesmo tempo que defende o casamento homossexual. Mesmo assim acho impossível não suspirar diante de seus personagens durões como o homem sem nome da Trilogia dos Dólares de Sergio Leone ou do inspetor Harry Callahan na série de filmes Dirty Harry. Tá, eu prefiro suspirar com o fotógrafo Robert Kincaid de As Pontes de Madison e mesmo tendo preferências me derreto com o Clint na pele de qualquer personagem. Tenho pelo menos uma dúzia de fetiches com ele.

Se fosse escolher um único filme para apresentar Clint a quem não o conhece, arrancaria os cabelos. Não faço ideia. São tantos filmes em que ele atuando ou dirigindo ou os dois se apresenta em toda sua genialidade, estilo e sex appeal… Vou tentar indicar três: Por Um Punhado de DólaresAs Pontes de Madison e Invictus.

Ah, e, claro, daria um dedo (ou até uma mão inteira) para poder entrevistá-lo e ver aquele sorriso de perto e descobrir o quanto de verde tem naqueles olhos azuis… Quem nunca?

Ah, sim, usei apenas as fotos de quando acho que o tempo deveria ter parado para ele… Talvez nem todas as biscas pirem no Clint, mas eu quase molho a calcinha. ♥, Clint!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

15 ideias sobre “As bisca pira no Clint

  1. Eu piro tumeim.. é um dos meus diretores preferidos e amo o Dirty Harry e tb acho a geração meio abaitolada, e apoio o casamento gay e sou contra a homofobia, etc…

    Sobre ser republicano.. bem, vamos ter esperança que ele o seja pelo passado “de esquerda” (Pensemos sob os parâmetros dos EUA,please) do partido, quando ele apoiava Feministas, anti-racistas e foi apoiador desde siempre da abolição. Queria um dia sacar quando os Democratas viraram “esquerda”, pq eles eram os reaças… Não sei quando começou direito, mas desconfio que foi pós-Roosevelt. Desconfio, ou rezo, que ainda existam republicanos não reaças. Não é possível que John Ford e Clint Eastwood sejam reaças, gente….

    • Bela discussão essa sobre “esquerda” entre democratas e republicanos, Gilson. Democratas também são maus, mas acostumamos a entender os republicanos como o mal em dobro (estou ironizando com a dicotomia do bipartidarismo estadunidense e a dicotomia bem-mal).
      De verdade? Com a genialidade e sensibilidade do Clint ele até poderia ser reaça que eu respeitaria. E continuaria molhando a calcinha. (uia!) 😛

  2. E eu que comecei a pirar no Clint depois de véia já. “A conquista da honra” e “Cartas de Iwo Jima” mexeram demais comigo, um assisti quase parindo e o outro recém-parida. E “Gran Torino”, acho que último dele que assisti.

  3. Eu lembro de assistir o Dirty Harry quando criança, e também alguns faroestes, mas o Clint era velho pra mim.
    E então, eu cresci, virei mulher, e agora, o Clint é daqueles que arrepia.
    Eu adoro os filmes, Gran Torino, por exemplo, está entre os melhores que vi recentemente.
    E Menina de Ouro?
    Não sei, mas acho que ele e o Sean Connery, não importa a idade, eu pegava até moribundo!

  4. ele é um cara que eu respeito quando diz isso de sociedade bem mariquinha e ao mesmo tempo defende o casamento homossexual. porque acho que ele usa mariquinha mesmo como o termo antes de se aplicar ao estereótipo de gay fracote. não vejo exatamente uma ofensa aos gays. quando ele mostra uma guria de 33 anos lutando pra conquistar o lugar dela no mundo DO BOXE, e o preconceito do treinador primeiro depois o respeito, eu acho isso uma coisa fantástica. porque ele não é um cara de fazer militância. ele é coerente até com a época dele. mas eu sou muito suspeita, né?, porque sou fã de Clint ator, diretor e PESSOA LINDA DOS INFERNOS. então…

Deixe uma resposta para Penkala Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *