Sobre o direito de sambar — amplo, geral e irrestrito

Por Niara de Oliveira

Devia ter escrito meu post mais cedo (chicoteada de auto-flagelo 1), mas não foi possível. Aí, que pouca gente vai ler e pans, e o BiscateSC ficou o dia inteiro sem post. Humpfff! 🙁 (chicoteada de auto-flagelo 2)

Mas, eu estava tri-ocupada com trabalho e cuidando do Calvin ao mesmo tempo. E, de verdade, tudo que eu queria era ter passado o dia agarrada na faxina. No final, não fiz bem nem uma coisa e nem outra. Trabalhei, cumpri as tarefas e o Calvin está com aquela sensação de que foi negligenciado. Sensação partilhada por mim.
(chicoteada de auto-flagelo 3)

O que me perturbava que não me deixava focar? E eu só pensava em “foca no transporte” — bandeira principal das manifestações que arrastaram multidões às ruas e que conseguiram baixar as tarifas do transporte coletivo em quase todas as cidades onde houve mobilização no país nas últimas semanas –, e não conseguia focar.

-- Foca no transporte!

Foca no transporte!

Acho que estava pressentindo o final do dia. A tentativa sórdida de manipulação e cooptação por parte da Globo e da direita dos atos #contraOaumento não ficou apenas na manipulação das bandeiras empunhadas nos atos. Chegou as vias de fato, e levou às ruas fascistas e reacionários de toda ordem. Um movimento apartidário consegue reconhecer fácil quem assume suas bandeiras e ideologia, mas não está preparado para quem está disfarçado e escondido atrás de máscaras.

reacionário fazendo gestos obscenos (até aí nenhum problema, desde que a intenção não fosse desqualificar) e com discurso de ódio, sexista e homofóbico para uma ativista no ato de hoje em São Paulo #sp20j

reacionário fazendo gestos obscenos (até aí nenhum problema, desde que a intenção não fosse desqualificar) e com discurso de ódio, sexista e homofóbico contra uma ativista no ato de hoje em São Paulo #sp20j (foto: Antonio Miotto)

E assim foi. O que eram suspeitas e impressões hoje são certezas. Os mascarados e não identificados foram crescendo e o discurso despolitizado em seu meio também. Enquanto os anarquistas, a esquerda e a direção do movimento se desgastavam discutindo um direito fundamental da democracia — se podia ou não empunhar bandeira em ato público –, o que há de mais vil na política se articulava nas sombras para encampar os atos. Acho que nem precisou muito empenho. A grande imprensa colaborou bastante, o obscurantismo que assola os bastidores da política nacional também.

Achei que esse tinha sido um ato isolado, do ato da última segunda em São Paulo; um reacionário lunático na manifestação errada. Era só o começo...

Achei que esse tinha sido um ato isolado na última segunda-feira em São Paulo; um reacionário lunático na manifestação errada. Errei. Era só o começo…

Agora, a esquerda — ou o que sobrou dela — terá que estabelecer uma pauta mínima de consenso para não deixar que um direito legítimo dos trabalhadores e uma pauta da esquerda não seja sequestrada, saqueada e transformada em mais violações de direitos humanos e opressão para os trabalhadores, negros, mulheres, LGBTs e demais minorias.

Daqui, das páginas do BiscateSC, afirmo (ainda que só em meu nome) que estamos aqui sempre para colocar o bloco na rua para lutar por liberdade e democracia. Mas, um movimento desse tamanho que não respeita os direitos mais elementares da pessoa e a expõe a toda sorte de preconceito e violações não nos representa. Já não bastava a violência da polícia para enfrentar?

Continuarei sambando na cara do moralismo hipócrita e do machismo, mas aqui desse e de outros cantos. Só isso já me/nos expõe a riscos demais, necessários na conquista da liberdade — dizem –, mas riscos demais. Democracia, assim como liberdade, é um exercício doloroso ao qual precisamos nos habituar para termos de fato uma sociedade justa e igualitária, onde possamos todxs sambar em paz.

wandalismo

o que nós, biscxs, queríamos mesmo era aderir ao Wandalismo e protestar atirando calcinha na polícia #VemPraRuaAtirarCalcinhaNaPolícia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 ideias sobre “Sobre o direito de sambar — amplo, geral e irrestrito

  1. A única coisa que me deixou feliz hoje, foi pegar a minha bolsa, e mandar a #PQP uma fascista e sua auxiliar direta. O resto foi o que tu escrevestes.

  2. Pingback: Um não texto sobre isso tudo que tá aí - Biscate Social ClubBiscate Social Club

  3. Pingback: Caminhada e ato pela libertação dos presos do albergue vivência | Biscate Social ClubBiscate Social Club

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *