Aborto é coisa de mulher

Hoje, 28 de setembro, é dia de luta pela descriminalização do aborto. Luta essencial. Luta pela vida de mulheres. Luta pela vida de mulheres pobres que morrem todos os dias aqui pela América Latina em consequência de abortos mal feitos. Morrem todos os dias. Ou ficam com sequelas.

Aborto é coisa de mulher. Mulheres de todas as classes sociais, de todas as religiões, fazem aborto. Todo mundo conhece alguém que já fez um aborto. Mesmo quem não sabe que conhece. Alguém muito próximo de você já fez um aborto. Sua mãe. Sua irmã. Sua prima. Sua melhor amiga. Aborto é coisa de mulher.

Aborto é questão de saúde pública. E quem sofre mais, é claro, são as mulheres pobres. Porque, nesse nosso país pseudo-laico e hipócrita, certas questões se resolvem com dinheiro. Por um preço, é possível fazer um aborto seguro no Brasil. Há clínicas. Há consultórios médicos. Isso também: todo mundo (que tem dinheiro) conhece alguém que conhece alguém que indica alguém. E faz.

A quem não tem dinheiro, restam o desespero e os métodos inseguros. Esses que matam. Esses que deixam sequelas. A criminalização do aborto mata todos os dias mulheres pobres.

Nossa luta é para acabar com isso. Para defender as mulheres. Essas mulheres que todo mundo conhece, que são mães, irmãs, primas, melhores amigas de alguém. Que são namoradas, amantes, companheiras de alguém. Que são casadas com alguém.
Que não querem, que não podem, que não têm condição.
A quem o direito de julgar, de apontar o dedo, de dizer que não? De dizer que sofram, que se machuquem, que corram o risco de morrer?

Porque é isso. Aborto se faz. Seguro ou não, se faz.

Interrupção de gravidez pode ser um procedimento extremamente simples e seguro. Basta que seja legal. Que não seja crime. Que não seja feito por baixo dos panos.

 É por isso que  a gente luta: pelo direito à vida das mulheres. Essas mulheres. Que todo mundo conhece. Que sou eu, que é você, que é ela também. Ela ali. E aquela outra. A outra ainda. Essas mulheres. Que somos nós. Aqui. Nós.

O video abaixo, “Vai pensando aí”, é curtinho, apenas 34 segundos. Não deixe de ver.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 ideias sobre “Aborto é coisa de mulher

  1. Pingback: O aborto ilegal é uma violência contra as mulheres | 28 dias pela vida das mulheres

  2. Pingback: Aborto. Qual é o crime? | Biscate Social ClubBiscate Social Club

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *