Sou flôxa

Ou podem chamar também de biscate de critérios. Eu? É. Não saio com qualquer um, só com os que bebem. Não abraço qualquer um, só os que cheiram bem — e isso não tem a ver com perfume, que fique bem claro. Não beijo qualquer um, só os ‘barbudão’ — e aí, entre os barbudão, pode ser qualquer um, desde que a boca seja escovada. Não trepo com qualquer um, só com quem tenho tesão e já beijei e cheirei e saí antes… Claaaaaaro que os critérios afrouxam — ou ‘afloxam’* — bastante depois de beber ou por qualquer outro motivo. Porque né… Biscate. (beijo no ombro)

Imaginando que todos tenham os seus critérios, podia ser diferente a biscatagi. Podíamos ter um “Espaço Biscatagi” nos botecos e buátchy onde todo mundo que tá a fim de pegação vai lá dar pinta e fazer exibição da figura. Mas, aí, fica muito focado no físico… E a biscatagi transcende… E nem todo mundo curte boteco ou buátchy… Então, o ‘Espaço Biscatagi’ podia ser para conversar… Mas, aí, a gente já faz isso entre os amigos, e com os amigos dos amigos, ligando ou cutucando… Não, pera! Já é assim.

critérios

Então, poderia ser igual, como é, mas diferente. Porque, vamucombiná, o problema não está nos lugares. Só que pessoas não são questionários de múltipla escolha a serem preenchidos. Poderíamos nos agarrar menos a convenções sociais, e altura da gargalhada e o comprimento da saia ou escassez da blusa e se mostra a calcinha, ou não esconde o pau que endureceu ‘do nada’ no meio da conversa — até porque isso é qualidade — e que horas saiu/voltou de casa para beber, se deu no primeiro ou no segundo ou no terceiro encontro — o ideal é dar no primeiro, no segundo, no terceiro encontro e em quantos mais for possível e for do agrado de ambos encontrar e dar. Poderíamos não olhar tanto pras mãos (a não ser para reparar no tamanho e gestos e supor do que são capazes) procurando sinais evidentes de comprometimento com outrem e nem ficar se guardando no papo esperando o momento que a criatura diga se mora sozinho ou acompanhado e com quem (a pessoa pode morar sozinha e não querer falar, né?). Poderíamos nos entregar mais pra todo mundo. Deixar tudo rolar. E se for para escolher, só se a urgência do desejo exigir, lá no final, depois de ter aproveitado bem todo mundo. Poderíamos não exigir tanto de nós mesmos, impondo ritmo, ordenando passos, etapas…

Poderíamos julgar menos, principalmente as mulheres, em todos as situações acima e noutras tantas. E poderíamos sair beijando indiscriminadamente quando sentíssemos vontade, tipo micareta-todo-dia-aqui-e-agora onde o único critério é gostar do beijo pra seguir adiante. *\o/*

Enfim… Como única regra a biscatagi deveria ser só saber que o bacana é trocar, física e intelectualmente, muito. Com muitas pessoas (quantas mais melhor, acho) ou com poucas, no gosto de cada um/a. Mas que haja troca, e que seja bom para todxs xs envolvidxs. Experiência, saliva, fluídos, suor, o dia pela noite, o pé pela mão… Trocar.

Cheguei num ponto da vida que achei na minha vã filosofice que jamais chegaria: o de dizer que a idade/maturidade/experiência (chame do que preferir) me deixou frouxa. Sou muito inflexível com ideologia, mas não com pessoas. Quando biscateio com alguém não estou pensando em deixar minha vida em suas mãos na trincheira da revolução e nem deixá-lo conviver com meu filho. Estou só biscateando. Então, respeitem minha biscatagi e seus ~critérios~ libertários/libertinos/frouxos. Porque se não respeitarem… Bem, vou biscatear do mesmo jeito.

barba2

Só ando um tanto intransigente com barbas. Mas…depois de beber um pouquinho…talvez…afrouxe aí também.

*Minha avó Carolina, analfabeta e filha de um alemão com uma polonesa, tinha dificuldades com algumas palavras. Para ela não existia afrouxar, mas afloxar. E olha, na pronúncia, a dela fica mais de acordo. Porque alguém flôxo é bem mais frouxo, acreditem.

(então, reescrevendo…)

“Só ando um tanto intransigente com barbas. Mas…depois de beber um pouquinho…talvez…afloxe aí também.” (sentiram a floxidão?)

SIM, sou flôxa!

#VemNiMim

Beijo, Vó!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 ideias sobre “Sou flôxa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *