Nosso Livro de Receitas

#ReceitaBiscate #2anosBiscateSC

Dois anos de BiscateSC, dois anos escorregando entre modelos, desviando de padrões, escapando de ideias preconcebidas. Biscate não gosta de receitas, certo? Mais ou menos. Aquelas que se sabem mais indicações que roteiros imutáveis, essas nós até curtimos. E a gente aproveita daqui pra lembrar: “no nosso clube, diariamente re-afirmamos que a vida vem sem bula. Que o como viver é sem receita, modelo ou prescrição. Sem guia. O como é a medida da individualidade. Mas também re-afirmamos que o como não é um dado natural, estático, imutável, mas um processo a ser construído, diariamente, em interação. O como vai se fazendo na medida em que somos capazes de assumir e nos responsabilizarmos por nossas escolhas e, assim, nos aproximarmos de sermos capazes reconhecer e respeitar o direito do outro escolher e se responsabilizar por suas escolhas. Neste movimento, acreditamos, nos tornamos um tantinho mais livres de avaliações e julgamentos das nossas escolhas e das escolhas alheias. É por isso que aqui brincamos de contradição. Porque se há pouca coisa menos biscate que modelos, fôrmas, padrões, é muito biscate subverter as receitas e torná-las caminhos pra um viver assim, menos dolorido.”

Já no primeiro post da categoria (É Pra Comer), nós indicávamos: “Biscatear é ação, movimento, estilo. Não tem receita. Mas se não tem receita de mulher, nem receita de biscate, tem Receita Biscate. Uma Receita Biscate é aquela que é facinha, flexível, gostosa, fica bem em quase toda hora e lugar…né?” Com essa sinalização, as gostosuras se sucederam: tivemos posts docinhos, posts com sotaque lusitano, tivemos o pão da ira e canjinha das mais (bem ou mal) intencionadas e visitas que moram nos states mas que passam receitas bem brasileiras, que nem coxinha e pão de queijo. E, claro, não podiam faltar, as comidinhas para Depois do Sexo. Talvez a mais biscate das receitas esteve presente no primeiro (e delicioso) encontro da gerência do Clube, no interior nordestino, a famosa, saborosa, indecorosa (rufem os tambores): Galinha Beuba!

Fazendo a ligação entre os temais mais culinários e as demais receitas, temos a curiosa combinação: receita de bolo, pau e reflexões biscates. E, como bem avisamos, tivemos umas receitas pra alimentar outras fomes: seja de vingança (Na Temperatura Certa), de conhecimento (Manteiga, Gel ou Vaselina? Vontade!), de som e diversão (Quem Não Curte Um Brega), de poesia (Encontro Domingueiro). As receitas biscates não se furtaram aos temas sérios e a bisca Niara escreveu nossa Receita Contra a Violência, convidamos a Hailey pra trazer sua Receita de Aceitação e o Everson pra partilhar conosco o Guia Biscate Para Homens: Como Andar na Rua.

E não esquecemos os grandes temas que motivam os humanos: das coisas mais mundanas (Boa de Cama, Masturbação e Orgasmos) até temas como envelhecimento (Para Não Envelhecer: Morra!), morte (Sobre Morrer Amanhã) e amor (Uma Receita Para o Amor).

E na comemoração de aniversário, não podíamos deixar de mencionar a campeã de todas as receitas, a imperdível, a mais divertida, a sensacional: Você Escolheu Errado o Seu Super-Herói.

E você, tem uma receita preferida? Quer partilhar com a gente? Aproveita que ainda vamos ficar em festa até o fim do ano (ou da vida, mais provavelmente). Ah, tem presente pros leitores biscates… clica na imagem e descobre como ganhar um livro:

1493529_667055340011589_1199480958_o

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Uma ideia sobre “Nosso Livro de Receitas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *