Até no trabalho

Aprendi que a mulher que trabalha trava uma batalha muito maior que muitos homens. O motivo disso é o famoso assédio moral! Alguns homens não aceitam ter uma mulher ocupando um cargo acima deles. Infelizmente, somos vítimas de uma violência tão sexista e ao mesmo tempo tão “invisível” a alguns olhos – quantos de nós nunca ouviu, sequer, a expressão “teto de vidro” e nunca refletiu sobre o número insignificante de mulheres em cargos executivos, nas capas das revistas de trabalho e negócios, etc. E, no entanto, o problema está presente, acintosamente e há diversos registros das dificuldades encontradas pelas mulheres no trabalho, indo da dificuldade de encontrar um trabalho fora do estereótipo até a dificuldade de ascender na carreira, passando por perguntas invasivas nos processos seletivos referentes à vida pessoal e relacionamentos, passando pela dificuldade de conciliar filhos e trabalho, pela inspeção diária e ofensiva de cabelos, unhas, roupas e seus tamanhos e decotes. Além, claro, das análises e avaliações tendenciosas, a dúvida recorrente sobre a incompetência e piadinhas sobre tpm (quer saber mais, é só colocar no motor de busca: mulher, dificuldades e trabalho e encontrará desde matérias jornalísticas a artigos e pesquisas científicas). Tenho passado nos últimos anos por histórias, ouvido outras mais que me fazem embrulhar o estomago.

E como é difícil abrir os olhos de nossxs colegas para a  violência que sofremos, são poucas as pessoas que entendem a humilhação que passamos quando passamos por cima de estereótipos e clichês na área profissional. Mulheres não são criadas para exercer certas profissões, como a área de vendas, informática, engenharia, policial e militar.

trabalho

Ser mulher é compreender que nós precisamos engolir uns sapos para não ser demitidas, é respirar fundo para não gritar, é entender que, para alguns homens, hierarquia pode ser quebrada quando quem está no comando é uma mulher. É o que dizem por aí…. Não sei ser assim. Passei por um momento em que precisei gritar, fui grosseira, enfrentei o cara no passado e, hoje, estou passando de novo por um problema desses.

Aprendi que se eu me acovardar sempre serei vítima! A posição de vítima nunca me caiu bem e, não cairá bem dessa vez também.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *