Borboletas na alma

 

Eu não sou borboleta. Não sou leve, daquela leveza fluida e colorida das belas borboletas. Sou mais mariposa. Ou achava que não era e que era.

Até que veio ela. E mostrou que borboletas nos olhos é um estado de espírito. É uma escolha, um modo de ver a vida, de levar a vida, de trazer a vida para perto. E é isso que ela faz.

Dizem por aí que “O segredo é não correr atrás das borboletas… É cuidar do jardim para que elas venham até você.”

Só que a Luciana é borboleta e traz em si também o jardim. Ou sei lá, ela cultiva o jardim em cada um de nós, para que seja sempre doce e quente e colorido, para que a gente sempre vá até ela, e ela venha até a gente e todo mundo se junte e se misture e … tá bom, já entenderam.

Através do olhar generoso da Luciana eu aprendi tanta coisa… não, eu nao sei nada, mas aprendo todo dia.

E a generosidade não se traduz em moleza, não. Generosidade de falar quando a gente erra, de mostrar o que foi errado, porque não tá legal, que existem outras possibilidades ali.

A Luciana é alguém que me faz ser melhor. Do que eu gosto, quando gosto dela? Gosto de rir, de abrir a mente e a alma para a mais gostosa gargalhada do mundo. Gosto de poder me abrir para ela, sem medo do julgamento. Gosto de chorar e ranger os dentes e desabafar quando isso aqui (aqui e aqui fora) fica muito tenso, pesado, raivoso.

“Então, tem aquela outra música: “viver é afinar um instrumento, de dentro pra fora, de fora pra dentro”. Resolvi que não adiantava esperar “mudar a minha forma de sentir” pra agir diferente. Era preciso agir diferente pra ir mudando minha forma de sentir. Então eu procuro agir de acordo com a pessoa que eu quero ser e, pouco a pouco eu vou sendo essa pessoa, sabe. (Borboletas nos Olhos, aqui)

Gosto – e gosto tanto! – de ter encontrado na minha vida esse clube de pessoas.

Gosto de poder respirar e não pirar nas baixarias e no ódio e no rancor que assola nosso mundo, porque tenho um lugar para pirar e inspirar.

E amo, muito, ter a oportunidade de fazer uma declaração de amor para você, no seu aniversário.

Então, hoje, apesar de toda dor lá fora e aqui dentro do meu peito, eu agradeço por ser seu aniversário e por ter você na nossa vida.

Te amo.

541169_350469191657684_1723364311_n

 

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 ideias sobre “Borboletas na alma

  1. Disse hoje no facebook que o aniversário da borboleta era essa lindeza de amor brotando na minha TL. Esse texto é a prova disso. Texto lindo que eu tenho a sorte de ler. Esse amor biscateando na minha TL hoje o dia todo! <3
    Ficar perto dela e ser tocado pelo amor que a cerca, pela beleza que ela inspira. Todo dia devia ser dia de borboleta.

  2. Eu nem sei direito quando a gente começou a se amar… eu olho pra trás e vejo, sempre, você. Lembro das conversas doloridas e das gaitadas. Lembro de São paulo. E, depois, da bolsa de oncinha em Fortaleza. Lembro do chocolate quente. Lembro da viagem “a dois” e como eu queria que fosse sempre você por perto. Lembro de BH e meu aperreio por torresmo. Lembro do ilembrável, a sensação de bem querer. Você também me faz melhor. Me faz querer ser melhor pra merecer seu bem querer. Obrigada por ser, por estar, por dizer. Obrigada por fazer esse clube. Te amo. beijos

  3. Vixe, que coisa mais linda! Fiquei emocionada ao ler essa declaração de amor tão linda. Eu confesso que nunca tive uma experiência assim, um aalguém de carne e osso, nervos e leveza. Ou melhor dizendo: sim, tive!
    Mas a “vida” nos levou a caminhos tão diferentes ( essa é a desculpa que me dou porque ainda dói a distância). Então, brobuletas lindas, preservem esse amor tão delicado e voem muita nesse caminho tão tortuoso que é a vida. Esse texto me inspirou a acreditar que eu ainda tenho jeito e posso sonhar a me fazer, me moldar a ser leve!!! Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *