Não dou conta

Confesso. Tá cada vez mais difícil tomar parte no que está acontecendo. E nesse instante exato, o que está acontecendo agora? Qual a treta mais cabeluda do momento? Qual o mais novo velho escândalo do cenário político? Qual a questão mais urgente e emergente está sendo encampada? Por quê? Para quem? Quando? Onde? Oi?

Sim, realmente não dou conta nem de conseguir sossegar nas minhas férias. Nessa aceleração carnívora e ansiosa da vida e nestes tempos não-humanos quem consegue viver alienado de todo e dizer-se feliz?

Confesso que às vezes tenho a precisa sensação de ver de camarote vip a banda passar e eu estática, sem poder me mexer, enxergo esse desfile de precisões e necessidades artificiais ficando desgostosa de prosseguir, de continuar girando essa roda que nem sei onde vai parar, mas se parar, meu nome vai pro SPC e pro Serasa. No mínimo.

E tudo é pra ontem.

Atualização de lattes. Juntar documentos. Protocolar. As contas do início, meio e fim do mês. As faturas (altas) do cartão de crédito. Papel, papel e mais papel. Os prazos dos (muitos) eventos. Os inúmeros editais. Os amigos que reclamam atenção e que vão ficando perdidos na estrada. A família que se sente abandonada. O trânsito ruim. O calor e a falta de chuva. A hora do barco. A carga horária. O conserto do celular. A pia cheia de louça suja. O antivírus do computador. As demandas dos outros. Os aniversários esquecidos. Os presentes não comprados. Os encontros desmarcados. Os livros não lidos. Os check-ups preguiçosos. A comida sem glúten. A revisão do carro. A casa bagunçada. Os sapatos espalhados. As ligações não atendidas. O IPVA pra vencer. O medo da multa. Os diários eletrônicos. As correções a serem feitas.

E os resultados agora, agorinha, pra já, nesse instante senão o mundo desaba e a culpa é sua, só sua.

Quem consegue sobreviver? Quero abraçar essas pessoas… Cadê a beleza, cadê o glamour, cadê o movimento sexy? Será que essa vida só tem interditos?

Será?
Final nada otimista.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Uma ideia sobre “Não dou conta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *