Feminista foda quase todo dia

Seriam as feministas mulheres mais fortes, mais resolvidas, mais felizes? Se não por que ser feminista? Pra onde mando minhas reclamações sobre  o feminismo?

ppa

Pois é, toda semana que tem uma treta com o feminismo (e tem uma praticamente toda semana, né?) a gente desavisadamente abre a TL do twitter, do FB ou da vida real mesmo e  inevitavelmente alguém reclama: cadê as feministas que não falaram nada sobre isso? Olha, não sei, pessoa, mas talvez elas estivessem como eu, distraídas vivendo a  vida, né? Mas qualquer coisa manda aí sua reclamação em 3 vias par feministas.desunidas.org.br que a gente responde, tá?

feminista

Mas e aí, a gente é mais forte e mais foda por isso? Por ser feminista? Depende do dia né? Aliás o que é ser mais forte e mais foda? Levantar alteres? Não levar desaforo pra casa? Ser feminista não nos isenta, graças a deus, porque não somos perfeitas, de errarmos, de fazermos bobagem. Ser feminista só nos dá lembrança de questionarmos as coisa pelo viés da misoginia, do machismo institucionalizado e quiçá, e deveria ser regra, de também questionarmos outras coisa como etarismo, racismo, transfobia, homofobia e capacitismo. Sim, feminismo é parente direto dos demais direitos de minorais, lutamos juntos de forma não excludente.

Mas voltando… Estamos mais fortes? Então.. como eu disse, depende. Depende do abraço, do apoio, dos ombros amigos. Coincidentemente em geral ombros feministas, mas nem sempre, aceitamos ajuda de onde vier. Mas somos mais fortes, qualquer um de nós se aprendemos olhar pra dentro, entender e perdoar, aceitar (acho que vou escrever livro de autoajuda, dizem que dá grana), mas tudo depende do dia.

Ahh mas você não consegue ser feminista sempre e todo dia, né? Provavelmente não. Nem consigo ser gata todo dia, mas to aqui tentando, um batom e um creme e uma empinado nos peitos e na autoestima, dia a após dia. A tônica da coisa é essa, se comprometer e tentar.

E aí? Você é mais feliz por ser feminista? Ah, mas com certeza! (ia responder “com cerveja”, mas é com cerveja também).  Por que? Porque conheci as pessoas mais fodas e queridas do mundo no ativismo, só por isso. E o  por isso veio com boteco, biscatagem e, claro, cerveja. Ah, então feminismo é coisa de putaria biscate, né? Mas por óbvio que é, senão a gente não estaria aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *