Dia da Visibilidade Bissexual e Alguns Avisos

Por Sueli Feliziani*, Biscate Convidada

10672287_766014433461192_6701366364587055147_n

Ontem foi o dia da visibilidade bissexual, e eu gostaria de dar alguns avisos:

1. a libido da mulher bissexual não é um território de disputa entre a mono lésbica e o macho cis. Get over it. Vocês não tem direito de reclame ou controle sobre a libido de mulheres. Ninguém tem. E muitas mulheres bissexuais se atraem por gêneros que não se enquadram entre homens e mulheres.

2. mulheres bissexuais vão se relacionar com homens, com mulheres, e com os gênero ques elas acharem por bem se relacionar e para onde seu desejo e afetividade as orientar. Antes ou depois de você. E isso não é um problema. Não há nada errado nisso.

3. Mulheres bissexuais não tem obrigação de serem lesbocentradas. A orientação bissexual não é mono. Já está na definição da coisa. Aceitem. A desconstrução da heteronormatividade compulsória não passa pela renormativização do desejo de grupos determinados de mulheres. Parem. Só, parem. Estratégias de controle patriarcal não destroem práticas patriarcais de adestramento do desejo. A menos que vocês só aceitem a existência de mulheres bissexuais se estar não forem bis, mas “lésbicas’.

4. Mulheres bissexuais não traem mais ou menos do que qualquer monossexual. Elas só são mais culpabilizadas por isso, porque são mulheres. E porque não tem uma orientação sexual que você, monossexual de fora, possa orientar conforme a sua vontade. E isso é assustador num mundo que nega liberdade e autonomia a mulheres.

5. Mulheres bissexuais não estão na vida para ser disponíveis para threesomes. Nós não existimos para ser a amiga unicórnio gostosa da sua fantasia. Comece a sonhar com outra coisa. Uma mente menos utilitarista, quem sabe.

6. Mulheres bissexuais cis não estão te passando fluidos penianos por tabela. Ao menos não mais do que qualquer outra mulher cis mono ou não. Projetar seu mal estar com o patriarcado e com pênis em uma mulher cis por esta se relaciona com pessoas com pênis é um comportamento misógino e slutshaming. Não jogue a conta do patriarcado sobre outra mulher e principalmente, não a culpe ou a detone apenas por ter uma orientação diferente da sua. E em tempo, há mulheres bis que possuem pênis. Então segura a transfobia aí tb, parça.

7. Mulheres bissexuais não são vetores de doenças. Nem depósitos de porra. Isso é mais putalização da mulher bi. E é argumento de mascu misógino. Respeita as mina. Vaginas não são entes mágicos promotores da saúde e pênis agulhas infectadas do patriarcado. Isso é argumento moralista, dicotômico trashing e culpabilizante de mulheres que se relacionam com pessoas com pênis. O que determina se uma pessoa terá ou não doenças não é sua orientação sexual, e sim o quanto essa pessoa zela pela próptia saúde sexual. Em tempo, precisamos de estratégias de saúde pública direcionadas para mulheres bi, urgentemente.

E se você acha que de alguma maneira algum dos comportamentos acima apontados como inaceitáveis é ok, pela razão que seja, você é bifóbico.
Beijos de luz.

_DSC1371-horz

*Sueli Feliziani é feminista preta, carmelita de salto quinze e roupa de látex.
Colunista da Geni. Bissexual. Domme.
Possível fundadora de um clã de freiras bebedoras de cerveja lutadoras de Krav magá

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 ideias sobre “Dia da Visibilidade Bissexual e Alguns Avisos

  1. Não entendi do porquê do ponto 6 (“Mulheres bissexuais cis não estão te passando fluidos penianos por tabela.”) ter sido feito um recorte somente a mulheres cis. Pois mulheres trans teriam pênis, escapando dessa acusação de “passar por tabela”?

    Se for o caso, acho um recorte problemático, porque mulher trans não é sinônimo de mulher com pênis. Existem as que fizeram cirurgias transgenitalizantes e possuem vaginas, e se torna muito invisibilizante pra essas mulheres assumir que mulheres trans tem pênis por regra. Mulheres trans são mulheres que podem ter pênis ou vaginas, então poderiam sofrer bifobia como descrito no 6º item da lista.

    • não sou a autora do texto, mas sua argumentação fez muito sentido. só destaco que o post foi escrito com ímpeto, naquele momento em que o coração batuca e o sangue sobe, por isso esses lapsos de linguagem não foram corrigidos. Agradecemos sua contribuição e nosso aprendizado. Tenho certeza que a autora também vai ficar grata pela ressalva.

      • Talvez meu comentário ficou meio ríspido :p

        Enfim, era pra chamar atenção nesse caso e ter uma visão mais abrangente das mulheres trans mesmo.

        Obrigada pela resposta, beijinhos *:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *