Por trás de uma piada tem alguém descascando as batatas

Não acho a menor graça em piadas que mostram a mulher como a única pessoa que sabe o que se deve fazer na casa, e o marido como aquele bobalhão que precisa de instruções detalhadas e ainda se engana.

Isso me ocorreu por conta de uma imagem supostamente “engraçadinha”, que tratava do tema e circulou pelo meu feicebuque há um tempinho:

Cara, que cansaço me deu isso. A mulher pede para o sujeito descascar as batatas e colocar no fogo “para mim”. Claro, né. Ela é que faz a comida, sempre. Naquele dia, pede um favor para o marido. Algo que não faz parte das suas tarefas habituais: afinal, quem faz a comida é ela. Mesmo assim, o cara não tem ideia do que está fazendo, como fica óbvio pela imagem.

Qual é a graça mesmo? Um homem adulto, com as faculdades mentais perfeitas, não ter ideia do que faz quando entra na cozinha é engraçado? Cês juram? A mim me dá uma certa pena. Não ter ideia do que fazer na cozinha significa que você jamais precisou fazer comida para si mesmo. OK, você pode comprar comida pronta. Sempre. Se (pequeno “se”) tiver dinheiro para isso. Mas fica parecendo “bonito” um homem que não sabe nem por onde começar. Reafirma espaços: à rainha do lar – que tantas vezes só faz dar ordens para outra que não é rainha daquele lar ali -, o saber da cozinha; ao homem da casa, o provedor, o cuidador, o espaço lá fora. O trabalho duro, o dinheiro que traz para casa.

Não importa que a mulher trabalhe fora de casa também, que ela volte para a segunda jornada enquanto o homem-supostamente-provedor vai se sentar na frente da TV, tomar a merecida cervejinha, descansar das agruras do dia de serviço.  Não importa que, no Brasil, o percentual de mulheres chefes de família já chegue a quase 40%: entre a verdade e a lenda, publique-se a lenda. Mantenha-se a piada. Junto com o que está nos bastidores da piada: quem cuida da casa é a mulher, quem provê para a casa é o homem, segundo a regra desse jogo. No  caso raro em que o homem vai se atrever a fazer tarefas domésticas, mete os pés pelas mãos. Fica tudo como está, pois. Tadinho, ele nem sabe fazer, ou ele faz errado, ou faz devagar, ou não faz do meu jeito. Deixa que eu cuido disso: de arrumar as crianças, de preparar a comida da família. O jogo tá mantido, assim como o futebol aos domingos. Às mulheres, as batatas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Uma ideia sobre “Por trás de uma piada tem alguém descascando as batatas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *