Parênteses

Por Maíra A., Biscate Convidada

2015 foi o meu ano dos homens. E do respiro. E de desejar e ser desejada. Escrevi textos pra todos os meus homens de 2015, que fizeram de mim Fênix, mas não escrevi pra você. Talvez porque você sempre estivesse ali e sempre esteja aqui pra mim. Estar com você é sempre um estar-em-suspensão. Apesar de o-que-ou-quem-quer-que-seja. Homens chegam, ficam ou param por uns minutos, se vão. Mas você é o que sempre volta. E o lindo é isso: você não ser jamais o que fica, mas ser o que sempre retorna. Na forma de uma mensagem de whatsapp, de um café, de um abraço ou do melhor sexo, o mais sem censura, o com mais conexão. Fixação circulante. Solidez evanescente. Profundidade leve. E é mágico esse colocar-entre-parênteses das roupas arrancadas, do desejo realizado, da conversa que passeia da piada cotidiana ao teatro elisabetano. Da lembrança das aulas de grego ao orgasmo homérico do aqui-e-agora.  Com você flutuo na corrente do desejo e juntos boiamos à deriva, sem expectativa alguma de onde chegar, só aproveitando abraçadinhos enquanto a correnteza favorece. E é na suspensão das expectativas, no flutuar do corpo, que a nossa beleza explode, que a nossa alquimia acontece. Completamente despidos de roupas, expectativas ou demandas, juntos somos, apenas e assim mesmo: intransitivamente. Apenas somos. Apesar de. Aliás, exatamente porque. Não sei se cinza da morte ou se apenas poeira cotidiana dos dias. Mas contigo do pó renasço. E ao pó retorno. Poeira de estrelas. Amor-enigma com destinatário, mas sem endereço. Latência que pulsa. Tesão que move. Pulsão que se movimenta. Movência que late. Bocas que se mordem. Braços que se abraçam. Se demoram. Se despedem. E que me suspendem. Enfim, me sinto viva. Parênteses fora do tempo.

11655554_962417763789402_1559661885_nMaíra A. é linguista por profissão, feminista por atrevimento e alegre por esporte. Adora se reinventar e reinventar a maneira de ver as pessoas e o mundo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *