Travessias

Travessia, defina como quiser… travessia, entenda como quiser, travessia, sinta com bem entender, travessias remetem a passar por, a passaram por, a estivemos em e que… passou… se retorna? talvez em outra travessia, dificilmente na mesma…

Travessias também remetem a atravessamento. Sim, atravessar situações, atravessar questões, atravessar pessoas… ser sujeito e predicado desse processo. E como todo mar que é atravessado por embarcações, como toda terra que é atravessada por pés errantes, todo ar que é atravessado por música, não ser mais o mesmo mar, a mesma terra, nem o mesmo ar…

São Cristovão by Paula rego

São Cristovão by Paula Rego

Travessias são, talvez, as inundações do nosso templo. a conversão do nosso tempo em estado, em matéria, em sorriso e em choro. são a experiência das possibilidades do nosso corpo, das capacidades de nos pensar, das instâncias e distâncias do nosso ser.

Travessias são momentos de se deixar seduzir, de enfrentar medos, de imaginar cenários, de conhecer os outros, de se conhecer, de buscar entender de se deixar levar. Há travessia para se deixar atravessar. Há travessia para se imprimir ritmo, para se exprimir em ritmo. Porque toda passagem, passa melhor com ritmo, com música…

Quem um dia cantou uma travessia e um dia pôs ritmo a um atravessamento há de fazer cantar sua passagem. Calar essa passagem é tentar em vão remover da memória o mar modificado em si, a terra revirada em si, o ar revolvido em si. E simplesmente em si, pois não há como dar conta do outro… bascos passam, pés passam, músicas silenciam… a menos que mantenhamos o canto

Um dia eu atravessei, um dia eu me deixei atravessar… passou, não sei se e como vai voltar… não importa, foi uma travessia para sonhar, para cantar, mexeu no meu mar, revolveu a minha terra, inundou o ar reverberando em meu templo e se fazendo em mim. E, assim, minha travessia tomou seu lugar no tempo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...